Últimas notícias de economia, política, carros, emprego, educação, ciência, saúde, cultura do Brasil e do mundo. Vídeos dos telejornais da TV Globo e da GloboNews.
Suspeito de atuar em ataques contra prédios públicos no AM é preso, diz SSP
Outras oito pessoas foram presas por suspeita de participar dos ataques em Lábrea. Um homem de 21 anos foi preso nesta sexta-feira (15) por suspeita de integrar um grupo criminoso que realizou ataques contra prédios públicos em Lábrea, no interior do Amazonas. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), outros oito membros do grupo já foram presos durante uma operação que é realizada no município. Apesar das prisões, a SSP informou que um homem apontado como um dos líderes da organização continua foragido. Além das prisões, a operação resultou ainda na apreensão de cinco adolescentes. O grupo coordena o tráfico de drogas em Lábrea e, segundo a Secretaria, foi responsável por planejar os atentados ocorridos na madrugada do dia 8 de fevereiro. Na ocasião, uma ambulância, um carro funerário e materiais usados em uma unidade de saúde do município foram incendiados em dois ataques. A polícia investiga outros crimes relacionados ao grupo, como homicídio e tráfico de drogas.
Sat, 16 Feb 2019 03:29:43 -0000
Encerra prazo para Susam regularizar estoque de medicamentos em hospitais do AM
Justiça Federal havia dado prazo de dez dias para Governo. O prazo de dez dias que a Justiça Federal deu para a Secretaria de Estado de Saúde (Susam) regularizar o estoque de medicamentos dos hospitais do Amazonas venceu na quinta-feira (15). No entanto, segundo o Ministério Público, pouca coisa mudou até agora. Enquanto isso, pacientes sofrem pela falta remédios e equipamentos nas unidades de saúde da capital. É o caso de Isaac, que tem 11 anos e, desde os sete, está na fila de espera para fazer uma cirurgia cardíaca no Hospital Francisca Mendes, na Zona Norte de Manaus. "Ele tem uma membrana que fica atrapalhando fluxo do sangue, porque o pulmão e o coração são órgão que são ligados e atrapalha o fluxo do sangue e trapalhona respiração dele", relata a mãe do menino, a promotora de eventos Valdenízia de Lima Andrade. Segundo ela, os médicos dizem que Isaac ainda não foi operado por estar "clinicamente estável". Ele chegou a ir para o centro cirúrgico em 2018, mas o procedimento foi cancelado. Com a demora em marcar a cirurgia, a saúde do menino tem piorado. Agora, ele está com um problema nos pulmões. "Na vezes que a gente estava internado, a gente chegou a ver duas crianças entrar em óbito. A gente sabe que tem crianças muito mais grave que ele, mas a gente não tem culpa. Ele tem a necessidade de fazer a cirurgia", diz a mãe. Marileusa, de 58 anos, está na fila de cirurgia desde 2014. A rotina dela é ter crises de pressão alta e uma vida com limitações por causa de problemas cardíacos. A filha dela, Amanda, acompanha de perto o drama da mãe. "Ela precisa fazer uma cirurgia cardíaca. Ela fez um cateterismo e no laudo deu que ela tem várias veias entupidas. Ela precisa fazer com urgência essa cirurgia, só que eles nunca colocam como urgência", diz a filha. Para os Ministérios Públicos Estadual e Federal, a saúde do Amazonas está em situação caótica, com a falta de medicamentos no estoque e os pagamentos atrasados de funcionários. O governo culpa gestões anteriores pela crise, mas o argumento não é aceito pelos órgãos, que cobram mais transparência do titular da Susam, Carlos Almeida. O MP diz que a Susam ainda não informou se cumpriu ou não as determinações da Justiça Federal. Na próxima semana, as promotorias pretendem fiscalizar os principais hospitais da cidade para verificar se há, pelo menos, o mínimo de medicamentos no estoque. Caso as determinações não sejam cumpridas, o secretário de saúde pode responder por Desobediência e ser multado. Em nota, a Susam informou que considera o prazo de dez dias de "difícil execução para uma situação que já vem de muitos anos". A pasta citou ainda a burocracia do setor público e dificuldades logísticas, como fornecedores de fora do Estado. De acordo com o comunicado, a conclusão do abastecimento será na primeira quinzena de março.
Sat, 16 Feb 2019 02:32:53 -0000
Eleição na Nigéria é adiada horas antes do início da votação

Marcada inicialmente para este sábado (16), escolha do presidente da maior democracia da África ficou para o dia 23 de fevereiro. Há relatos de que cédulas de votação não chegaram a todas as regiões do país. Funcionário da Comissão Nacional Eleitoral Independente confere caixas de cédulas no estado de Adamawa, na sexta-feira (15) Reuters/Nyancho NwaNri A comissão eleitoral da Nigéria informou na madrugada deste sábado (16) que a eleição presidencial que começaria em poucas horas está adiada para 23 de fevereiro. O motivo, segundo a comissão, são 'desafios' não especificados, em meio a relatos de que cédulas de votação não chegaram a todas as regiões do país, a maior democracia da África. O presidente da comissão eleitoral, Mahmood Yakubu, falou aos repórteres a pouco mais de cinco horas da abertura das urnas. A comissão prometeu apresentar mais detalhes às 14h (11h, em Brasília), na capital Abuja. Segundo a agência Associated Press, Yakubu disse que "esta foi uma decisão difícil de tomar, mas necessária para o sucesso das eleições e a consolidação da nossa democracia". Em 2015, a Nigéria atrasou a eleição por seis semanas sob insegurança. Candidatos O presidente da Nigéria, Muhammadu Buhari (esquerda), e seu principal opositor, Atiku Abubakar, ambos candidatos nas eleições presidenciais de 16 de fevereiro Reuters/Luc Gnago /Temilade Adelaja Maior democracia da África e com uma população muito jovem, a Nigéria tem na disputa eleitoral dois septuagenários como protagonistas: o presidente Muhammadu Buhari, que tenta a reeleição, e o opositor Atiku Abubakar. No país, onde 51% dos habitantes têm entre 18 e 35 anos, Buhari e Abubakar, os dois principais candidatos à Presidência, são duas personalidades muito conhecidas na política nacional. Buhari, do Congresso de Todos os Progressistas (APC), e Abubakar, do Partido Democrático Popular (PDP), acumulam, juntos, nove tentativas de chegar à chefia do governo: será a quinta vez para Buhari, de 76 anos, e a quarta para Abubakar, de 72. O presidente é um ex-general que já liderou o país entre dezembro de 1983 e agosto de 1985 após um golpe de Estado, e que se orgulha de levantar a bandeira anticorrupção. Abubakar, por sua vez, é um rico homem de negócios que foi vice-presidente do país (de 1999 a 2007) e sobre o qual pesam acusações de corrupção, além de ter passado por vários partidos políticos, incluindo os dois principais. Ambos concorrem também contra 71 candidatos, entre os quais estava, até desistir da corrida eleitoral, há algumas semanas, Oby Ezekwesili, co-fundadora do movimento "Bring Back Our Girls" ("Devolvam as nossas meninas") de libertação das mais de 100 jovens sequestradas pelo grupo jihadista Boko Haram em 2014 em Chibok. Mas, com um sistema eleitoral no qual um candidato só precisa de uma maioria simples de 25% dos votos em pelo menos dois terços dos 36 estados da Nigéria, é muito difícil que o próximo presidente não seja um destes dois septuagenários, que governarão durante quatro anos um país no qual a idade média da população é de 18 anos.
Sat, 16 Feb 2019 02:31:35 -0000
Dez aves silvestres são apreendidas dentro de casa na BR-174

Animais estavam com um homem de 54 anos que foi detido. PRF encontrou os animais após denúncias Rickardo Marques/G1 AM Dez aves silvestres foram apreendidas nesta sexta-feira (15) em uma casa situada na rodovia BR-174, que liga Manaus a Boa Vista (RR). A polícia informou que os animais estavam em posse de um homem de 54 anos, que foi detido para prestar esclarecimentos. A residência está localizada no km 12 da rodovia e foi encontrada após denúncias registradas junto à Polícia Rodoviária Federal (PRF). Além das aves, de espécies como canário, golinho e graúna, os policiais apreenderam também gaiolas e armadilhas usadas para capturar os animais. O proprietário da casa foi conduzido para o 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP). Na delegacia, ele assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por crime ambiental e, em seguida, foi liberado. Os agentes da PRF não informaram qual destino seria dado às aves. Gaiolas e armadilhas também foram encontradas no local Rickardo Marques/G1 AM
Sat, 16 Feb 2019 02:08:24 -0000
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 26 milhões neste sábado

Apostas podem ser feitas até as 19h, em lotéricas ou pela internet. Mega-Sena pode pagar R$ 26 milhões neste sábado (16) Marcelo Brandt/G1 O concurso 2.125 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 26 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre às 20h (horário de Brasília) deste sábado (16) em São Paulo (SP). Para apostar na Mega-Sena As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país ou pela internet. A aposta mínima custa R$ 3,50. Probabilidades A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa. Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.
Sat, 16 Feb 2019 02:01:40 -0000
Homem é preso com carteira falsa da Polícia Civil de Alagoas

Com o suspeito foi apreendido um revólver. Carteira falsa da polícia e revólver foram apreendidos com suspeito em Rio Largo Divulgação/Polícia Militar Um homem de 50 anos foi preso nesta sexta-feira (15) suspeito de falsidade ideológica na BR-101, em Rio Largo. Ele estava com uma carteira falsa da Polícia Civil. A prisão aconteceu próximo ao aeroporto. Equipes da Radiopatrulha faziam rondas na região quando receberam a informação de que um homem em um veículo Uno estava praticando assaltos na região. Os militares encontraram um veículo com as características indicadas na denúncia. Durante a abordagem, Gilmar Costa de Melo apresentou uma falsa carteira funcional da Polícia Civil de Alagoas. O documento apresentava características alteradas e foi apreendido. No veículo, a polícia apreendeu um revólver de calibre 38. O suspeito foi levado para a Central de Flagrantes I, da Polícia Civil, no bairro do Farol, em Maceió. Veja mais notícias da região no G1 Alagoas
Sat, 16 Feb 2019 01:50:09 -0000
Piloto de avião que caiu em Belém continua em estado grave no Hospital Metropolitano

Bruno Alencar Wachekowski teve um traumatismo craniano. A Polícia disse que aguarda o momento oportuno para ouvi-lo. Piloto de aeronave que caiu em Belém continua em estado grave no Hospital Metropolitano O estado de saúde do piloto do avião monomotor que caiu no Benguí, em Belém, continua grave, de acordo com boletim médico divulgado pelo Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência nesta sexta-feira. Bruno Alencar Wachekowski teve um traumatismo craniano. Nesta quarta-feira, foi feita uma vistoria nas casas atingidas pela queda do avião, na rua Ferreira Filho, próximo a um residencial. A Defesa Civil constatou que não houve abalos estruturais significativo nos imóveis. No entanto, moradores reclamam que até agora não foi dado nenhum parecer sobre indenizações. Ainda não se sabe quem era o dono do avião. Segundo familiares de Bruno, a aeronave não era dele. De acordo com a Polícia Federal, Bruno já foi preso por furto de aeronaves no estado do Mato Grosso. Ele foi detido em 2016 após furtar um avião que pertencia a uma emissora de TV. A Polícia ainda não conseguiu fazer contato com ele e disse que aguarda o momento oportuno para ouvir o piloto hospitalizado. Três advogados do piloto acompanharam o procedimento. Piloto envolvido em acidente é fichado pela polícia no Mato Grosso PM-MT Uma empresa particular foi contratada para fazer a retirada do monomotor do local do acidente. O avião será desmontado e levado para o Aeroclube de Belém. O laudo final da perícia deve ser divulgado em 8 meses. De acordo com a Aeronáutica, o prefixo que consta na aeronave pode não ser o mesmo que consta na placa de identificação, por isso ainda não foi confirmada a origem do monomotor. Em nota, a coordenadora da Defesa Civil Municipal afirmou que as famílias atingidas terão acesso aos programas assistenciais sociais tanto do município, quanto do Governo do Estado, e assim poderão fazer os reparos que serão necessários nas casas.
Sat, 16 Feb 2019 01:42:46 -0000
UBSs atrasam entrega do exame de PCCU em mais de dois meses, reclamam usuários de Macapá

Prazo previsto para entrega é de 30 a 40 dias. Semsa diz que houve instabilidade no sistema de informação. UBS do bairro Santa Inês ainda está entregando resultados de exames de outubro de 2018 Rede Amazônica/Reprodução Usuários das Unidades Básicas de Saúde (UBS's) de Macapá cobram a entrega do exame de Prevenção do Câncer de Colo Uterino (PCCU), o exame para o diagnóstico do câncer no colo do útero. O prazo estabelecido para o resultado é de 30 a 45 dias, mas pacientes reclamam que a espera ultrapassa dois meses. O que preocupa é o aumento do número de casos da doença na capital. Somente em 2018 foram 51 casos confirmados atendidos no Instituto do Câncer Joel Magalhães (Ijoma), cinco a mais que em 2017. Atraso na entrega do resultado do exame de PCCU gera reclamações em Macapá A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) esclareceu que os atrasos que ocorreram na entrega de exames, aconteceram por causa da instabilidade do Sistema de Informação do Câncer (Sinscan), que é uma plataforma web que integra os sistemas de informação do câncer do colo do útero e do câncer de mama. A esposa do estudante Rusivan Ramos, de 35 anos, vive esse dilema. Segundo ele, a mulher fez o exame no dia 5 de dezembro do ano passado e até esta sexta-feira (15), em mais uma ida à UBS Rubim Aronovitch, no bairro Santa Inês, ele voltou para casa sem o diagnóstico. "O atendimento dela foi em 5 de dezembro, e até agora não recebeu o resultado. Ela precisa receber esse exame para poder remarcar a consulta com o ginecologista, e com isso completar o preventivo", disse Ramos. Estudante Rusivan Ramos, de 35 anos Rede Amazônica/Reprodução A preocupação de Ramos é justificada. Em janeiro deste ano ele perdeu a cunhada, Vilma Silva da Silva, de 34 anos, vítima de câncer no colo uterino. Segundo ele, a mulher morreu sem receber o resultado do PCCU. "Recentemente eu perdi minha cunhada, e a minha esposa quer saber se ela está com o problema. A mãe dela já tirou o útero, minha cunhada perdeu a guerra para o câncer e agora quero saber da minha esposa", falou. Ainda de acordo com a Semsa, os resultados só podem ser entregues após o devido cadastramento no sistema. Para sanar o problema, a secretaria está com uma equipe trabalhando em sistema de mutirão para agilizar o cadastramento e liberação dos exames para as unidades. A Semsa reforça que o prazo pra entrega de resultados é de 30 a 45 dias. Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
Sat, 16 Feb 2019 01:41:35 -0000
Ministério Público Eleitoral apura suposto caixa dois de Luciano Bivar na campanha eleitoral de 2018, diz procuradoria

Apuração iniciada na Procuradoria Regional Eleitoral em Pernambuco foi transferida para a Promotoria da 5ª Zona Eleitoral do Recife. Bivar é presidente do PSL e 2º vice-presidente da Câmara Federal. Deputado federal Luciano Bivar (PSL-PE) é alvo de apuração da Promotoria da 5ª Zona Eleitoral do Recife Aldo Carneiro/Pernambuco Press O Ministério Público Eleitoral em Pernambuco apura se o deputado federal Luciano Bivar (PSL) praticou caixa dois na campanha das eleições 2018, segundo a Procuradoria Regional Eleitoral em Pernambuco. A apuração do suposto delito eleitoral foi instaurada, em um primeiro momento, na Procuradoria e foi transferida para a Promotoria da 5ª Zona Eleitoral do Recife. Bivar é presidente do Partido Social Liberal (PSL), mesmo partido do presidente Jair Bolsonaro, e foi eleito o segundo vice-presidente da Câmara Federal em 1º de fevereiro. A apuração sobre o suposto caixa dois na campanha de Bivar havia sido iniciada na Procuradoria com base em um parecer do processo de prestação de contas do deputado, realizado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE). No documento, foram identificados "indícios de ilicitudes relacionadas à campanha do candidato", informou a Procuradoria em nota. Ainda no texto, a Procuradoria informou que os possíveis fatos delituosos "são crime de contabilidade clandestina ou de ausência de contabilização de recursos na prestação de contas da campanha, de natureza eleitoral, conhecido como caixa dois eleitoral". Segundo a Procuradoria, a transferência da apuração para a Promotoria da 5ª Zona Eleitoral do Recife foi necessária porque, na época em que os supostos crimes teriam sido praticados, Bivar não tinha foro privilegiado. Assim, segundo entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), o processo precisaria ser realizado em primeira instância. A Procuradoria Regional Eleitoral em Pernambuco não soube informar quando a apuração inicial foi instaurada no órgão nem quando ocorreu a transferência do procedimento. O G1 pediu nota sobre o caso ao Ministério Público Eleitoral em Pernambuco e aguarda resposta. A reportagem tentou contato com Luciano Bivar por telefone, mas não obteve retorno às ligações. Investigações sobre candidatura 'laranja' A Polícia Federal (PF) e da Polícia Civil de Pernambuco investigam desvios de dinheiro público através de uma suposta candidata 'laranja' do PSL nas eleições 2018, denunciados pelo jornal "Folha de S.Paulo". A reportagem afirma que um grupo ligado a Luciano Bivar teria feito a candidata a deputada federal Lourdes Paixão uma candidata "laranja". A denúncia sobre o caso gerou uma crise no governo federal. Lourdes recebeu R$ 400 mil da direção nacional do PSL para a candidatura quatro dias antes da votação do 1º turno, que, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), foi a única verba de campanha da candidata. Esse foi o terceiro maior valor concedido pelo partido. Ela obteve 274 votos no pleito de 2018. O dinheiro do fundo partidário foi enviado para a candidata pela direção do PSL, que tinha como presidente, na época, o atual ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno. Por meio de nota, o ministro afirmou que não foi responsável pela escolha dos candidatos que receberam dinheiro do fundo partidário do PSL em Pernambuco. Ao TSE, a candidata declarou que R$ 380 mil desse valor foram pagos à Itapissu Gráfica para impressão de material de campanha. Procurado pelo G1, o advogado da empresa, Paulo José Carneiro Leão Cannizzaro, afirmou que iria se pronunciar apenas para as autoridades, se necessário. Na Nota Fiscal Eletrônica declarada ao TSE pelos serviços que a gráfica teria prestado à campanha eleitoral de Lourdes Paixão consta um endereço no bairro do Arruda, na Zona Norte do Recife, onde atualmente funciona uma oficina de funilaria, conforme o G1 constatou no domingo (10). Crise entre Bebbiano e Bolsonaro tem origem em suposta candidata laranja Crise no governo A denúncia foi o início de uma crise no governo federal. Na terça-feira (12), Bebianno disse ao jornal "O Globo" que teria conversado sobre o assunto três vezes com o presidente Jair Bolsonaro (PSL), enquanto ele estava internado em um hospital em São Paulo. (Veja vídeo acima) Por meio das redes sociais, o vereador Carlos Bolsonaro (PSL), filho de Jair Bolsonaro, desmentiu o ministro, classificou a afirmação de Bebianno como "mentira absoluta" e divulgou um áudio que mostra Jair Bolsonaro se recusando a falar com o ministro. Diante da crise, a saída do minitro do governo passou a ser cogitada. Na quarta-feira (13), ao blog de Andréia Sadi, Bebianno disse que não existia crise e que não pretendia pedir exoneração. Nesta sexta-feira (15), em entrevista exclusiva à TV Globo, o ministro voltou a dizer que não existe crise, mas afirmou que não sabia se continuaria no cargo. Ele também disse que quer saída honrosa do governo.
Sat, 16 Feb 2019 01:38:34 -0000
ANM coloca em consulta pública proposta de acabar até 2021 com barragens como a de Brumadinho

Pela proposta de resolução, barragens construídas pelo método a montante deverão ser extintas até agosto de 2021. Prazo de consulta pública é de 30 dias. Imagem de Brumadinho após o rompimento da barragem feita por astronautas da Estação Espacial Internacional Nasa A Agência Nacional de Mineração (ANM) colocou em consulta pública nesta sexta-feira (15) uma proposta para acabar, até 15 de agosto de 2021, com barragens construídas pelo método a montante, o mesmo da barragem da Vale que se rompeu em Brumadinho (MG). No dia 25 de janeiro, a barragem de Córrego do Feijão, da Vale, rompeu-se e levou um mar de lama à cidade de Brumadinho. Até , a Polícia Civil de Minas Gerais identificou 166 mortos. Outras 144 pessoas continuam desaparecidas. Os objetivos da consulta pública, segundo a ANM, são, entre outros, obter subsídios e informações adicionais sobre a proposta, possibilitar o encaminhamento de sugestões e opiniões e dar publicidade, transparência e legitimidade às ações da agência. A consulta pública tem prazo de 30 dias a partir da publicação da proposta no "Diário Oficial União", excluindo-se da contagem o dia do começo e incluindo-se o do vencimento. Instalações abaixo da barragem O texto também propõe que seja proibida a construção, abaixo das barragens, de qualquer instalação, permanente ou temporária, que inclua a presença de pessoas, caso de áreas destinadas à alimentação de funcionários, atendimento de saúde e recreação, entre outras. No caso de Brumadinho, havia uma área administrativa e um refeitório, próximos à barragem, que foram atingidos pela lama que se espalhou após o rompimento. Menor custo Em nota divulgada à imprensa, a ANM citou casos recentes de tragédias provocadas por rompimento de barragens construídas pelo método a montante. Entre os quais, o caso do rompimento da barragem da Samarco em Mariana (MG), no ano de 2015. O documento diz que esse tipo de construção foi "largamente" adotado nas décadas de 1970 e 1990, porque proporcionava "a edificação de barragens com menor custo ao empreendedor". Segundo a ANM, este método não pode mais ser "tolerado na atualidade". "Crescem os registros de acidentes relacionados a este método construtivo, bem como se observa que várias destas estruturas já ultrapassam algumas dezenas de anos de vida útil, além de terem sido alteadas ao longo dos anos, o que aumentou paulatinamente a carga de rejeitos em suas bacias", diz a nota. De acordo com a nota, essas barragens precisam ter um tratamento diferenciado e um monitoramento "mais de perto" até que sejam definitivamente extintas.
Sat, 16 Feb 2019 01:31:41 -0000

This page was created in: 0.02 seconds

Copyright 2019 Oscar WiFi

This website or its third-party tools use cookies, which are necessary to its functioning and required to achieve the purposes illustrated in the cookie policy. By closing this banner, scrolling this page, clicking a link or continuing to browse otherwise, you agree to the use of cookies. If you want to know more or withdraw your consent to all or some of the cookies, please refer our Cookie Policy More info